Blog

“Mercado de tecnologia vai aquecer ainda mais, diz professor da FG”

22 de outubro

 

Dados mostram que o Brasil forma 46 mil pessoas por ano com perfil tecnológico. Mas até 2024 serão necessários 420 mil profissionais na área.

Ele teve o primeiro contato com tecnologia aos 11 anos quando começou um curso de programação. No entanto, o professor da Faculdade Guarapuava, Maurício Barfknecth diz que sempre foi um apaixonado por tecnologia. Uma área que, segundo ele, não para de crescer.

Sempre gostei e fui apaixonado por tecnologia. Assim aos 11 anos meus pais me colocaram num curso de programação. Entretanto, naquela época era difícil encontrar conhecimento. Era caro também.

Desde lá se passaram 19 anos. Mas o professor diz que nunca parou de estudar sobre o assunto. Hoje meu foco principal está sobre as áreas de Infraestrutura de TI e IoT (Internet das Coisas). São duas áreas que têm como foco a inovação. E que têm crescido exponencialmente na última década.

Contudo, dando aulas no curso de Engenharia Elétrica, ele não perde oportunidade de ‘mergulhar’ nos avanços tecnológicos. Uma dessas imersões ocorreu no Congresso Latino-Americano de Software Livre e Tecnologias Abertas, o Latinoware. Conforme o professor, trata-se de um dos maiores eventos anuais aberto do mundo. Criado em 2004 pela Itaipu Binacional e pelo Parque “Tecnológico Itaipu (PTI) como a ‘Conferência Latino-Americana de Software Livre’.

De acordo com Barfknecth, durante três dias ele teve acesso a palestras e sessões técnicas. Conhecemos novas ferramentas e casos de sucesso. Todos apresentados por empresas e órgãos públicos de países da América Latina. Além de palestras, minicursos, workshops e mesas-redondas.

E é esse ‘know-how’ que o professor repassa aos alunos. Temos vários alunos da FG que seguiram a área de Tecnologia. E se destacando na área. Menciono o exemplo do nosso egresso Luan Gracheki. Hoje ele atua na área de Internet das Coisas.

 

“MERCADO AQUECIDO”

Conforme o professor da FG, a área de Tecnologia está mais aquecida que nunca. Hoje temos um déficit de profissionais na área. Assim, essa área tem milhares de vagas para os mais variados níveis de conhecimento.

“Se engana quem acha que precisa ser um expert. Hoje as “empresas contratam quem tem um conhecimento básico e”, “formam o currículo internamente.”

De acordo com a Associação das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação, o Brasil”, “forma 46 mil pessoas por ano com perfil tecnológico. No entanto, até 2024 serão necessários 420 mil profissionais na área.

“A conta não fecha, gerando uma empregabilidade gigantesca. Vejo uma oportunidade que só vem aumentando com o passar dos anos.”

Segundo Barfknecth, o egresso da FG, sai preparado para o mercado. Isso devido ao vasto conhecimento que é repassado durante o curso. Atualmente os alunos de elétrica têm aulas que”, “envolvem a programação, microcontroladores. Além de Internet das Coisas, Cloud e Redes de computadores.

“Formamos um profissional com conhecimento completo para esse mercado aquecido”.

Relacionados

NOVO

"Alunos da Faculdade Guarapuava dividem conhecimento sobre erva-mate",

Um chimarrão mais saboroso ou um tererê digno dos melhores apreciadores. É com esse, propósito que alunos do curso de Agronomia da Faculdade...

NOVO

Faculdade Guarapuava já se prepara para a tecnologia 5G

A onda agora no mundo da web é falar sobre a rede 5G, e a Faculdade Guarapuava está na vanguarda desse tema. Trata-se da quinta geração das...

NOVO

"‘Precisamos falar de assédio no meio acadêmico?’ Essa pergunta pautou o projeto de iniciação "científica, vencedor do prêmio do X...

Fique por dentro!

Inscreva-se e receba as novidades.

Converse pelo Whatsapp

Entraremos em contato assim que possível.