PROUNI

O que é o Prouni
O ProUni (Programa Universidade para Todos) é um programa criado pelo Ministério da Educação em 2004 que oferece bolsas de estudo em instituições privadas de ensino superior. As bolsas concedidas - integrais (100%) ou parciais (50%) - são destinadas a estudantes brasileiros de baixa renda e sem diploma de nível superior.

Quem pode participar do PROUNI?

Para poder participar do ProUNI é necessário que o candidato se enquadre nos seguintes pré-requisitos:

  • Ensino médio: O candidato deve ter completado o ensino médio na rede pública ou na rede particular com bolsa integral.
  • Renda familiar bruta:
    1. Para obter bolsa integral: candidatos com renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até um salário mínimo e meio.
    2. Para obter bolsa parcial: candidatos com renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até três salários mínimos.
  • Participação no ENEM: O candidato também precisa obrigatoriamente ter participado do ENEM do ano anterior. A nota obtida no Exame serve como critério de classificação para o ProUni. Quanto maior a nota, maiores as chances de se obter o benefício.
  • Nota mínima no ENEM: O Ministério da Educação ainda estabelece uma nota mínima para que o candidato consiga obter uma bolsa. Atualmente é preciso obter pelo menos 450 pontos na prova de conhecimentos e não ter zerado a redação.

Como se inscrever no PROUNI

O processo seletivo para o ProUni acontece semestralmente. Normalmente as inscrições são liberadas em Janeiro e Julho. Para mais informações você pode conferir o Cronograma Oficial do programa.

  • Primeiro Passo: Para iniciar sua inscrição no ProUni você vai precisar acessar o site oficial do PROUNI e clicar em “Fazer a inscrição”. A opção de inscrição só estará disponível durante o período preestabelecido no cronograma.
  • Inscrição no PROUNI: Em seguida, você deve inserir o seu CPF juntamente com o número de inscrição e senha cadastrados no ENEM do ano anterior. Caso não tenha esses dados em mãos, você pode encontrá-los no site oficial do ENEM.
  • Confira seus dados: Ao preencher os dados de acesso o sistema irá automaticamente recuperar seus dados e sua nota obtida no ENEM. Confira se os dados estão corretos e atualize as informações, caso necessário.
  • Responda o questionário: O próximo passo é preencher um questionário sobre a sua situação social, bem como dados sobre os membros da sua família.
  • Escolha as opções: Para encerrar o processo você deve escolher duas opções de cursos desejados, por ordem de prioridade, em uma ou mais instituições de ensino. é possível filtrar as opções por instituição de ensino, por curso ou por município. (Enquanto o período de inscrições estiver aberto você poderá alterar suas opções de curso)Ao indicar os cursos escolhidos também é necessário escolher o tipo de bolsa pretendida - Cotas ou ampla concorrência. As cotas são voltadas para estudantes com deficiência, negros, pardos ou índios.

Lista de espera do PROUNI

Candidatos que não forem selecionados na primeira e na segunda chamada do ProUni podem entrar na lista de espera e têm a chance de serem beneficiados com vagas remanescentes. Alguns candidatos aprovados acabam desistindo ou não comparecendo para fazer a matrícula dentro do prazo. Por esse motivo, o programa contempla os candidatos que ficam nessa lista de espera com essas vagas.

Para participar da lista de espera é necessário acessar a página oficial do ProUni, no período especificado no Cronograma Oficial, e realizar a inscrição.

Candidatos que não foram selecionados na primeira ou na segunda chamada terão direito a entrar na lista de espera para a primeira opção de curso - escolhida na hora da inscrição no ProUni. Também serão aceitos aqueles que nas chamadas oficiais foram selecionados para a segunda opção, mas não puderam se matricular por falta de turmas.

Na lista de espera para a segunda opção de curso somente serão aceitos candidatos que não foram chamados na primeira e segunda chamada por falta de formação de turma; candidatos que não tiverem sido chamados para a primeira opção de curso por falta de bolsas; ou ainda candidatos que tiverem sido selecionados para a primeira opção de curso, mas não conseguirem fazer a matrícula por falta de formação de turma.

Nos casos em que as cotas não forem preenchidas na primeira e segunda chamada, será criada uma lista de espera paralela só com cotistas. A lista de espera principal do ProUni é única para cada curso e turno, não levando em consideração se o candidato optou por vagas com cotas ou ampla concorrência na hora da inscrição.